Avaliação da Qualidade Fisiológica de Sementes de Imbuia pelo Teste do Tetrazólio

Avaliação da Qualidade Fisiológica de Sementes de Imbuia pelo Teste do Tetrazólio
QR Code

Avaliação da Qualidade Fisiológica de Sementes de Imbuia pelo Teste do Tetrazólio

A propagação vegetativa da imbuia (Ocotea porosa) é desconhecida e a germinação de suas sementesé lenta, justificando o teste do tetrazólio, método mais rápido para verificação da viabilidade de sementes.Sementes oriundas de árvores nativas da região de Colombo, PR, foram tratadas com solução de tet...

Full abstract

Saved in:
Translated title: Evaluation of Physiologic Quality of Imbuya Seeds by Tetrazolium Test
Journal Title: Pesquisa Florestal Brasileira
Main Author: Antonio Nascim Kalil Filho
Other Authors: Alexandre Jacobus Lopes;
Gizelda Maia Rêgo;
Adilson Tomachitz
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/55
Resource type: Journal article
Source: Pesquisa Florestal Brasileira; No 57 (Year 2008).
Publisher: Embrapa Florestas
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Sciences --> Biodiversity Conservation
Sciences --> Biology
Sciences --> Environmental Sciences
Applied Sciences --> Agriculture, Multidisciplinary
Applied Sciences --> Agronomy
Applied Sciences --> Forestry
Abstract: A propagação vegetativa da imbuia (Ocotea porosa) é desconhecida e a germinação de suas sementesé lenta, justificando o teste do tetrazólio, método mais rápido para verificação da viabilidade de sementes.Sementes oriundas de árvores nativas da região de Colombo, PR, foram tratadas com solução de tetrazólio a 0,1 %,0,3 % e 0,5 % por 1 e 2 horas, apresentando variação percentual em viabilidade associada aos diferentestratamentos. Não constatou-se diferenças estatisticamente significativas entre tratamentos. O percentual desementes viáveis variou de 50 % a 85 %. Diante dos resultados obtidos, sugere-se a concentração de 0,5 % poruma hora como o tratamento mínimo para verificação da viabilidade das sementes de imbuia.
Translated abstract: Vegetative propagation of imbuya (Ocotea porosa) and the germination process of its seeds is slow, justifying tetrazolium test, that is faster for verifying viability of seeds. Seeds of Colombo (PR)  native trees were collected and treated with 0.1 %, 0.3 % and 0.5 % tetrazolium solutions for one and two hours, presenting percentual  variation associated with the different treatments. No statistical significant differences were observed among different treatments. Viable seeds varied among 50 % and 85 %. Tetrazolium 0.5 % for one hour was suggested as the minimum for verifying viability of imbuya seeds.