Ocultamento e visibilidade na página Rio Invisível: modos de construção subjetiva nas ruas e nas redes

Ocultamento e visibilidade na página Rio Invisível: modos de construção subjetiva nas ruas e nas redes
QR Code

Ocultamento e visibilidade na página Rio Invisível: modos de construção subjetiva nas ruas e nas redes

Nas redes sociais, o cidadão comum constrói-se subjetivamente através de imagens e discursos de si publicamente compartilhados, sendo narrador de sua própria trajetória e identidade. Já a experiência cotidiana de pessoas em situação de rua é marcada por uma ameaçadora visibilidade, da qual é preciso...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Lumina
Main Author: Daniele Pires de Castro
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: https://lumina.ufjf.emnuvens.com.br/lumina/article/view/427
Resource type: Journal article
Source: Lumina; Vol 9, No 1 (Year 2015).
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora
Usage rights: Reconocimiento (by)
Subjects: Social Sciences --> Communication
Abstract: Nas redes sociais, o cidadão comum constrói-se subjetivamente através de imagens e discursos de si publicamente compartilhados, sendo narrador de sua própria trajetória e identidade. Já a experiência cotidiana de pessoas em situação de rua é marcada por uma ameaçadora visibilidade, da qual é preciso esquivar-se para preservar a integridade. Essa visibilidade não impede o anonimato: os corpos abjetos das ruas não têm rosto, nome, história e identidade. Tendo em vista tal contraste, analisaremos a experiência da construção subjetiva do indivíduo em situação de rua através da página Rio Invisível, no Facebook, onde são publicados retratos e narrativas colhidos nas ruas do Rio de Janeiro, dando visibilidade à imagem e à história dos indivíduos que ali vivem. No entanto, se os processos de construção subjetiva desses indivíduos passam predominantemente pela experiência corporal na cidade e não pelo binômio discurso-imagem, a página acaba inserindo-os na lógica identitária dominante.