HYPERTENSIVE PATIENTS WITH COMPLICATIONS REGISTERED AT HIPERDIA IN FORTALEZA, CEARA: IMPLICATIONS FOR NURSING CARE

HYPERTENSIVE PATIENTS WITH COMPLICATIONS REGISTERED AT HIPERDIA IN FORTALEZA, CEARA: IMPLICATIONS FOR NURSING CARE
QR Code

HYPERTENSIVE PATIENTS WITH COMPLICATIONS REGISTERED AT HIPERDIA IN FORTALEZA, CEARA: IMPLICATIONS FOR NURSING CARE

OBJETIVO: Descrever as características sociodemográficas e clínicas dos hipertensos com complicações associadas cadastrados no HIPERDIA de Fortaleza–Ceará, vislumbrando possibilidades de cuidados de enfermagem. MÉTODOS: Estudo transversal quantitativo, executado de novembro de 2008 a novembro de 201...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: José Wicto Pereira Borges
Other Authors: Thereza Maria Magalhães Moreira;
Malvina Thaís Pacheco Rodrigues;
Andressa Suelly Saturnino de Oliveira;
Daniele Braz da Silva;
Lindelvânia Matias de Santiago
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2014
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 5, No 4 (Year 2013).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2013.v5i4.556-565
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: OBJETIVO: Descrever as características sociodemográficas e clínicas dos hipertensos com complicações associadas cadastrados no HIPERDIA de Fortaleza–Ceará, vislumbrando possibilidades de cuidados de enfermagem. MÉTODOS: Estudo transversal quantitativo, executado de novembro de 2008 a novembro de 2010, com 187 pessoas com HAS e complicações associadas cadastradas no HIPERDIA do município. Os dados foram analisados pelo software Predictive Analytics Software for Windows versão 17.0. RESULTADOS: Nos resultados, 61% de mulheres, idosas (66,3%), não brancas (62,6%), com baixo nível escolar (59,9%). Em relação às características clínicas 47,6% e 71,6% tinham pressão diastólica e sistólica alteradas; 35,3% sobrepeso; 38% AVC; 19,8% IAM. CONCLUSÃO: O enfermeiro deve se apropriar dessa fonte de dados e assumir seu papel como um dos profissionais responsáveis pelo acompanhamento individual e coletivo desses usuários, buscando o estreitamento da relação de cuidado com vistas à minimizar as complicações da hipertensão arterial.