PAIN IN THE POST-OPERATIVE OF MYOCARDIAL REVASCULARIZATION AND ITS INTER-RELATION WITH THE QUALITY OF LIFE

PAIN IN THE POST-OPERATIVE OF MYOCARDIAL REVASCULARIZATION AND ITS INTER-RELATION WITH THE QUALITY OF LIFE
QR Code

PAIN IN THE POST-OPERATIVE OF MYOCARDIAL REVASCULARIZATION AND ITS INTER-RELATION WITH THE QUALITY OF LIFE

Objetivo: Compreender a dor de clientes submetidos à revascularização do miocárdio, no intuito de inter-relacionar esta condição com a qualidade de vida. Método: Qualitativo, descritivo e exploratório, realizado com 10 clientes no terceiro dia de pós-operatório de revascularização do miocárdio, de u...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Graziele Gorete Portella da Fonseca
Other Authors: Márcio Kist Parcianello;
Cláudia Zamberlan;
Mara Glarete Rodrigues Marinho;
Dilce Rejane Peres do Carmo;
Hedi Crecencia Heckler de Siqueira
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2108
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 5, No 2 (Year 2013).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2013.v5i2.3636-3644
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: Compreender a dor de clientes submetidos à revascularização do miocárdio, no intuito de inter-relacionar esta condição com a qualidade de vida. Método: Qualitativo, descritivo e exploratório, realizado com 10 clientes no terceiro dia de pós-operatório de revascularização do miocárdio, de um Hospital de grande porte da região central do Rio Grande do Sul. Resultados: Evidenciam que (05) entrevistados apresentaram limiar de dor 7, (01) apresentou limiar  2, e outros (04) entrevistados apresentaram limiar 9, sendo estas as categorias que emergiram na aplicação da Escala visual analógica . Além disso, cinco entrevistados classificaram a dor como uma sensação desagradável, outros quatro a consideraram horrível/terrível e apenas um a referiu como ardida. Conclusões: Essas categorias detectadas pela maioria dos usuários levam a pensar que esses sinais podem interferir consideravelmente na qualidade de vida, bem como limita-los em suas funções cotidianas, podendo retardar a sua recuperação. Descritores: Enfermagem, Dor, Qualidade de vida.