Luta contra o desemprego e a pobreza, qual segmentação em curso? Exemplos europeus e brasileiro em perspectiva

Luta contra o desemprego e a pobreza, qual segmentação em curso? Exemplos europeus e brasileiro em perspectiva
QR Code

Luta contra o desemprego e a pobreza, qual segmentação em curso? Exemplos europeus e brasileiro em perspectiva

Este artigo procura determinar se as transformações do mercado de trabalho e dos sistemas de proteção social, ocorridas durante a fase inicial da crise econômica recente, têm perpetuado a tendência à segmentação do mercado de trabalho ou se a crise tem minorado certas clivagens aparecidas...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Contemporânea - Revista de Sociologia da UFSCar
Main Author: Christian Azaïs
Language: Portuguese
Get full text: http://www.contemporanea.ufscar.br/index.php/contemporanea/article/view/397
Resource type: Journal article
Source: Contemporânea - Revista de Sociologia da UFSCar; Vol 6, No 1 (Year 2016).
Publisher: Universidade Federal de São Carlos
Usage rights: Reconocimiento (by)
Subjects: Social Sciences --> Agricultural Economics & Policy
Social Sciences --> Anthropology
Social Sciences --> Cultural Studies
Social Sciences --> Economics
Social Sciences --> Ethnic Studies
Social Sciences --> History of Social Sciences
Social Sciences --> International Relations
Social Sciences --> Political Science
Social Sciences --> Psychology
Social Sciences --> Psychology, Social
Social Sciences --> Social Issues
Social Sciences --> Social Sciences, Interdisciplinary
Social Sciences --> Social Sciences, Mathematical Methods
Social Sciences --> Sociology
Social Sciences --> Urban Studies
Abstract: Este artigo procura determinar se as transformações do mercado de trabalho e dos sistemas de proteção social, ocorridas durante a fase inicial da crise econômica recente, têm perpetuado a tendência à segmentação do mercado de trabalho ou se a crise tem minorado certas clivagens aparecidas no decorrer das ultimas décadas. Para tal, coloquei em perspectiva certas políticas de combate ao desemprego, na França, e outras mais especi camente vinculadas com a proteção social, no Brasil, insistindo-se no hiato entre as preconizações e sua tradução no campo ou como os atores sociais as interpretam. Com isto, pode-se questionar a integração social e a maneira como cada país a aborda. “Cidadania regulada”, no caso brasileiro, vinculada ao trabalho; cidadania que a rma os direitos cívicos no caso francês, aí talvez residam elementos para se compreender a especi cidade da crise societal e política na qual se encontram o Brasil e a França hoje em dia.