Comportamento da relação hipsométrica de Araucaria angustifolia no capão da Engenharia Florestal da UFPR

Comportamento da relação hipsométrica de Araucaria angustifolia no capão da Engenharia Florestal da UFPR
QR Code

Comportamento da relação hipsométrica de Araucaria angustifolia no capão da Engenharia Florestal da UFPR

Esta pesquisa teve como objetivos testar e selecionar os melhores modelos matemáticos para estimara altura total (ht) e a altura de fuste (hf), em função do diâmetro à altura do peito (DAP), bem como estabelecer arelação dendrométrica entre ht/hf. Os dados provieram da medição de diâmetros, altura t...

Full abstract

Saved in:
Translated title: Behavior of the hypsometric relationship of Araucaria angustifolia in the forest copse of the faculty of forest – Federal University of Paraná, Brazil
Journal Title: Pesquisa Florestal Brasileira
Main Author: Sebastião do Amaral Machado
Other Authors: Rodrigo Geroni Mendes Nascimento;
Alan Lessa Derci Augustynczik;
Luís César Rodrigues da Silva Silva;
Marco Aurélio Figura;
Eder Miguel Pereira;
Saulo Jorge Téo
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/58
Resource type: Journal article
Source: Pesquisa Florestal Brasileira; No 56 (Year 2008).
Publisher: Embrapa Florestas
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Sciences --> Biodiversity Conservation
Sciences --> Biology
Sciences --> Environmental Sciences
Applied Sciences --> Agriculture, Multidisciplinary
Applied Sciences --> Agronomy
Applied Sciences --> Forestry
Abstract: Esta pesquisa teve como objetivos testar e selecionar os melhores modelos matemáticos para estimara altura total (ht) e a altura de fuste (hf), em função do diâmetro à altura do peito (DAP), bem como estabelecer arelação dendrométrica entre ht/hf. Os dados provieram da medição de diâmetros, altura total e altura de fuste detodas as araucárias existentes no fragmento de Floresta Ombrófila Mista, de 15,2 hectares, situado no CampusJardim Botânico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, PR. Foram testados 13 modelos, incluindomodelos aritméticos, logarítmicos e não-lineares adaptados, como os de Chapman & Richards e de Mitscherlichou Monomolecular. Os modelos não-lineares foram ajustados pelo algoritmo de Levenberg-Marquardt. Utilizaramse,como critérios estatísticos de seleção dos melhores ajustes, a análise gráfica dos resíduos, o erro padrão daestimativa em porcentagem (Syx%) e o coeficiente de determinação ajustado (R2aj). Foi encontrado R2aj muitobaixo para todos os modelos ajustados, caracterizando um estágio avançado e assintótico da espécie em estudo.O melhor modelo para estimativa da variável ht foi o proposto por Stoffels & Van Soest, e para hf a equação deCurtis na sua forma logarítmica. A equação linear ajustada para estimar a altura total em função da altura do fusteapresentou R2aj= 0,88 e Syx%= 5 %, caracterizando uma forte relação entre as duas variáveis.
Translated abstract: The objective of this research was to test and select mathematics models for estimating total heigh (ht) and bole high (hb), as a function of DBH, as well as, to establish the dendrometric relationship  between ht/hb. The data came from measurements of diameters (DBH), total height and bole height of all Araucaria angustifolia trees from an Ombrophylous Mix Forest fragment of 15,24 ha situated in the Botanical Garden Campus of the UFPR, Curitiba-PR, Brazil. Thirteen  models were tested, including arithmetic, logarithmic and nonlinear  models, such as Chapman-Richards and Mitschertich or monomolecular adapted; the nonlinear models were fitted by the Levenberg-Marquart algorithm. The statistic criteria for selecting the best models were the graphic analysis of residuals, Standard error of estimate in percentage (Syx%) and adjusted determination coefficient (R2 aj). The R2 aj were very low for all fitted models, characterizing an advanced and asymptotic stage of the species under study. The best equation for estimating ht was that one proposed by Stoffels & Van Soest, and for hf the Curtis equation in its logarithmic form, chosen due to its statistics values and easy utilization. The adjusted linear equation to estimate total height as a function of bole height presented R2 aj = 0.88 and Syx% = 5 %, characterizing a strong relationship between these two variables.