Modelos de taper do tipo expoente-forma para descrever o perfil do fuste de árvores

Modelos de taper do tipo expoente-forma para descrever o perfil do fuste de árvores
QR Code

Modelos de taper do tipo expoente-forma para descrever o perfil do fuste de árvores

Neste trabalho o objetivo foi avaliar modelos de taper do tipo expoente- forma e outros tipos aplicados no Brasil. Dados de 270 árvores-amostra cubadas do híbrido Eucalyptus urophylla e Eucalyptus grandis foram utilizados como um estudo de caso, avaliando-se 18 modelos de taper dos tipos: simples (...

Full abstract

Saved in:
Translated title: Exponet taper-shape models to describe tree trunks
Journal Title: Pesquisa Florestal Brasileira
Main Author: Valdir Carlos Lima de Andrade
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/614
Resource type: Journal article
Source: Pesquisa Florestal Brasileira; Vol 34, No 80 (Year 2014).
DOI: http://dx.doi.org/10.4336/2014.pfb.34.80.614
Publisher: Embrapa Florestas
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Sciences --> Biodiversity Conservation
Sciences --> Biology
Sciences --> Environmental Sciences
Applied Sciences --> Agriculture, Multidisciplinary
Applied Sciences --> Agronomy
Applied Sciences --> Forestry
Abstract: Neste trabalho o objetivo foi avaliar modelos de taper do tipo expoente- forma e outros tipos aplicados no Brasil. Dados de 270 árvores-amostra cubadas do híbrido Eucalyptus urophylla e Eucalyptus grandis foram utilizados como um estudo de caso, avaliando-se 18 modelos de taper dos tipos: simples ( 2 ), biomatemático ( 4 ), segtmentado ( 2 ) e expoente-forma ( 10 ). Na avaliação destes modelos, adotou- se a análise da distribuição de resíduos e das estatísticas: correlação linear múltipla, erro padrão residual, porcentagem de parcelas não significativas em um delineamento inteiramente casualizado em parcelas subdivididas e erro médio Dunnett, ambos ao nível de 5% de significância. Concluiu-se que modelos de taper expoentes-forma, de maneira geral, são superiores aos demais tipos de modelos de taper; o modelo segmentado de Clark et al. é superior ao de Max e Burkhart e o modelo biomatemático, desenvolvido neste trabalho, é melhor que os demais modelos biomatemáticos avaliados.
Translated abstract: This study evaluated exponent taper-shape models and other types applied in Brazil. Data from 270 sample trees scaled-hybrid Eucalyptus urophylla and Eucalyptus grandis were used as a studying case with 18 taper types models: simple (2), biomathematics (4), segmented (2) and exponent-form (10). It was adopted the analysis of the residual distribution and statistics: multiple linear correlation, residual standard error, percentage of no significant parcels in a completely randomized split plot and average error Dunnett, both at the level of 5% significance level. It was concluded that models of taper-shape exponents, in general, are superior to other types, the segmented model of Clark et al. is superior to Max and Burkhart biomathematics and the model developed in this paper, is better than the other biomathematics evaluated.