Altura de voo de bostriquídeos (Coleoptera: Bostrichidae) coletados em Floresta Tropical Semidecídua, Mato Grosso

Altura de voo de bostriquídeos (Coleoptera: Bostrichidae) coletados em Floresta Tropical Semidecídua, Mato Grosso
QR Code

Altura de voo de bostriquídeos (Coleoptera: Bostrichidae) coletados em Floresta Tropical Semidecídua, Mato Grosso

O objetivo deste trabalho foi determinar a altura de voo das espécies da família Bostrichidae, bem como determinar os índices faunísticos das espécies coletadas em Floresta Estacional Semidecídua, no período de abril de 2000 a março de 2001, na fazenda Maracaí, localizada no município de Sinop, Mato...

Full abstract

Saved in:
Translated title: Flight height of bostrichids (Coleoptera: Bostrichidae) collected in Tropical Semideciduous Forest, Mato Grosso, Brazil
Journal Title: Pesquisa Florestal Brasileira
Main Author: Otávio Peres Filho
Other Authors: Janaína Iris Barbosa;
Marcelo Dias de Souza;
Alberto Dorval
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/296
Resource type: Journal article
Source: Pesquisa Florestal Brasileira; Vol 32, No 69 (Year 2012).
Publisher: Embrapa Florestas
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Sciences --> Biodiversity Conservation
Sciences --> Biology
Sciences --> Environmental Sciences
Applied Sciences --> Agriculture, Multidisciplinary
Applied Sciences --> Agronomy
Applied Sciences --> Forestry
Abstract: O objetivo deste trabalho foi determinar a altura de voo das espécies da família Bostrichidae, bem como determinar os índices faunísticos das espécies coletadas em Floresta Estacional Semidecídua, no período de abril de 2000 a março de 2001, na fazenda Maracaí, localizada no município de Sinop, Mato Grosso. Foram testadas sete alturas com 21 armadilhas etanólicas, sendo distribuídas três armadilhas por altura. O atrativo utilizado foi o álcool comercial. Inicialmente as coletas foram realizadas quinzenalmente, e depois, mensalmente. O material coletado foi identificado por comparação com exemplares da coleção do Laboratório de Proteção Florestal (LAPROFLOR) da Universidade Federal de Mato Grosso. Foram coletados 141 bostriquídeos, divididos em cinco espécies: Bostrychopsis uncinata, Micrapate brasiliensis, Micrapate germaini, Xyloperthella piceae e Xyloprista praemorsa. A coleta da maioria das espécies de Bostrichidae foi significativamente maior na altura de 30 m. Dentre as espécies capturadas, X. picea foi a mais frequente e dominante. Essa espécie apresentou picos superiores de ocorrência nos meses de junho e fevereiro, e mostrou-se significativamente diferente das demais espécies quanto à ocorrência. No período de estudo não ocorreu correlação significativa entre os fatores climáticos estudados e ocorrência das espécies. doi: 10.4336/2012.pfb.32.69.101
Translated abstract: The objective of this study was to determine the flight height of species of Bostrichidae family, as well as determine the faunistic index of species collected in Tropical Semideciduous Forest, in the period to April of 2000 at March of 2001, in Maracaí farm, located in the municipality of Sinop, Mato Grosso, Brazil. Seven heights with 21 ethanolic traps were tested, with three traps by height. The bait used was the commercial alcohol and the collects were proceeded every fifteen days, and latter on monthly. The material collected was identified by comparison with specimens of the Forest Protection laboratory collection, from the Federal University of Mato Grosso. Were collected 141 individuals from five species: Bostrychopsis uncinata, Micrapate brasiliensis, Micrapate germaini, Xyloperthella piceae and Xyloprista praemorsa. The collects of most species of Bostrichidae, were significantly higher at 30 meters. The most frequent and dominant species captured was X. picea. This species presented the higher peak of occurrence in June and February, significantly different from the other species. In the studying period, it was not observed significant correlation between climate and the occurrence of the studied species. doi: 10.4336/2012.pfb.32.69.101