Politizando a aceleração tecnológica: ritmos de individuação e tecnocultura

Politizando a aceleração tecnológica: ritmos de individuação e tecnocultura
QR Code

Politizando a aceleração tecnológica: ritmos de individuação e tecnocultura

Investigação sobre o que se convencionou chamar de aceleração tecnológica. Localização das insuficiências e limites de discursos ‘neo- modernos’ e ‘pós-modernos’, preconizados sobre o assunto, a partir de 1970. Revisão crítica dos legados de Heidegger e Simondon para entender a “virada cibernética”....

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Lumina
Main Author: Ednei de Genaro
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: https://lumina.ufjf.emnuvens.com.br/lumina/article/view/130
Resource type: Journal article
Source: Lumina; Vol 7, No 1 (Year 2013).
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora
Usage rights: Reconocimiento (by)
Subjects: Social Sciences --> Communication
Abstract: Investigação sobre o que se convencionou chamar de aceleração tecnológica. Localização das insuficiências e limites de discursos ‘neo- modernos’ e ‘pós-modernos’, preconizados sobre o assunto, a partir de 1970. Revisão crítica dos legados de Heidegger e Simondon para entender a “virada cibernética”. Estes autores indicam um caminho que parece fértil e imprescindível para pensar e politizar o habitar o tempo – diante da nova faceta do capitalismo contemporâneo, engendrado por uma tecnocultura que gera uma aceleração no ritmo das individuações técnicas, ao mesmo tempo que curto-circuita as individuações psíquica e coletiva.