O jocoso na feiura e na beleza: dualismo e feminilidade na música popular

O jocoso na feiura e na beleza: dualismo e feminilidade na música popular
QR Code

O jocoso na feiura e na beleza: dualismo e feminilidade na música popular

Este artigo é uma reflexão sobre as representações sociais jocosas na música popular brasileira. Baseia-se na análise da narrativa musical A mulher bonita e a feia. Composta por Caju & Castanha, o repente privilegia um enredo que evidencia conhecimentos sociais ligados à jocosidade. Na narrativa, do...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Lumina
Main Author: Dulce Mazer
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: https://lumina.ufjf.emnuvens.com.br/lumina/article/view/339
Resource type: Journal article
Source: Lumina; Vol 8, No 2 (Year 2014).
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora
Usage rights: Reconocimiento (by)
Subjects: Social Sciences --> Communication
Abstract: Este artigo é uma reflexão sobre as representações sociais jocosas na música popular brasileira. Baseia-se na análise da narrativa musical A mulher bonita e a feia. Composta por Caju & Castanha, o repente privilegia um enredo que evidencia conhecimentos sociais ligados à jocosidade. Na narrativa, dois oponentes travam uma disputa hedonista sobre a beleza e feiura femininas. A desconstrução narrativa permite uma análise a partir das teorias das representações e dos estudos culturais. A fundamentação teórica abrange o feminismo e a história das mulheres. Conclui-se que a narrativa regional ganha notoriedade nacional a partir de um processo de midiatização. Assim também, resulta que a feminilidade está atrelada à beleza normativa e sua ausência gera escárnio. A canção popular se baseia na representação dual de feiura e beleza. A jocosidade está nesta música popular, como em tantas outras, pela compreensão das questões simples do cotidiano.