A narrativa como vetor ético-ideológico: revisando o legado de Frank Capra

A narrativa como vetor ético-ideológico: revisando o legado de Frank Capra
QR Code

A narrativa como vetor ético-ideológico: revisando o legado de Frank Capra

Análise crítica das estratégias narrativas empregadas pelo filme A Felicidade Não se Compra (It’s a Wonderful Life, Frank Capra, EUA, 1946), comparando-as com aquelas adotadas por duas de suas refilmagens na última década: Um Homem de Família (The Family Man, Brett Ratner, EUA, 2000) e Click (Frank...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Lumina
Main Author: Maurício de Medeiros Caleiro
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: https://lumina.ufjf.emnuvens.com.br/lumina/article/view/155
Resource type: Journal article
Source: Lumina; Vol 4, No 1 (Year 2010).
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora
Usage rights: Reconocimiento (by)
Subjects: Social Sciences --> Communication
Abstract: Análise crítica das estratégias narrativas empregadas pelo filme A Felicidade Não se Compra (It’s a Wonderful Life, Frank Capra, EUA, 1946), comparando-as com aquelas adotadas por duas de suas refilmagens na última década: Um Homem de Família (The Family Man, Brett Ratner, EUA, 2000) e Click (Frank Coraci, EUA, 2006). Enfatiza-se tanto o exame de aspectos formais estruturais das narrativas quanto o papel que estes desempenham na construção de um ethos ideológico que, a um tempo, questiona a imagem de Capra como um ícone do populismo moralista no cinema e, a partir de seu legado, interroga o status axiológico da tradição cinematográfica norte-americana.