Arterial pressure control for nursing military professionals

Arterial pressure control for nursing military professionals
QR Code

Arterial pressure control for nursing military professionals

Objetivo: Verificar quais os fatores de risco para a HAS que os profissionais militares da área de enfermagem identificam em seu estilo de vida; classificar os níveis pressóricos dos profissionais. Método: Quantitativo, embasado em pesquisa descritiva. Resultados: Participaram do estudo 40 profissio...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Jorge Luiz Lima da Silva
Other Authors: Rodrigo Pereira Lima Pereira Lima;
Rodrigo Pereira Costa Taveira;
Felipe dos Santos Costa;
Rafael da Silva Soares
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3677
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 8, No 1 (Year 2016).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2016.v8i1.3646-3666
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: Verificar quais os fatores de risco para a HAS que os profissionais militares da área de enfermagem identificam em seu estilo de vida; classificar os níveis pressóricos dos profissionais. Método: Quantitativo, embasado em pesquisa descritiva. Resultados: Participaram do estudo 40 profissionais militares da área de enfermagem. Foram identificados os seguintes fatores de risco para a HAS na população estudada: uso de contraceptivos hormonais (8,0%), tabagismo (7,0%), etilismo (2,0%), sedentarismo (21,0%), estresse (25,0%), consumo excessivo de sal (11,0%), obesidade (8,0%) e dieta hipercalórica e hiperprotéica (18,0%).  A classificação da pressão arterial dos sujeitos revelou que 70,0% demonstraram valores pressóricos considerados normais ou ótimo, 12,5% valores considerados limítrofes e 17,5% comprovaram HAS. Conclusão: O estudo denota a necessidade de mudanças no estilo de vida dos profissionais, pois os fatores de risco associados aos níveis pressóricos podem contribuir para o aparecimento de HAS na população estudada.Descritores: Pressão arterial, hipertensão, enfermagem, enfermagem militar.