CAREGIVER’S RELATIONSHIP WITH SOCIETY AND THE PERSON WITH SCHIZOPHRENIA

CAREGIVER’S RELATIONSHIP WITH SOCIETY AND THE PERSON WITH SCHIZOPHRENIA
QR Code

CAREGIVER’S RELATIONSHIP WITH SOCIETY AND THE PERSON WITH SCHIZOPHRENIA

Objetivo: Analisar a relação do cuidador e da sociedade com a pessoa com esquizofrenia. Métodos: Estudo descritivo-exploratório realizado no Centro de Apoio Psicossocial II de Teresina-PI, com nove cuidadores de pessoas com esquizofrenia que aceitaram participar do estudo. Os dados foram coletados p...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Israel Coutinho Sampaio Lima
Other Authors: Maria Enoia Dantas da Costa e Silva;
Andréia Rodrigues Moura da Costa Valle;
Maria Eliete Batista Moura;
José Nazareno Pearce de Oliveira Brito;
Elyrose Sousa Brito Rocha
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1944
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 3, No Suplemento (Year 2011).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2011.v0iSupl..84-91
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: Analisar a relação do cuidador e da sociedade com a pessoa com esquizofrenia. Métodos: Estudo descritivo-exploratório realizado no Centro de Apoio Psicossocial II de Teresina-PI, com nove cuidadores de pessoas com esquizofrenia que aceitaram participar do estudo. Os dados foram coletados por meio da entrevista com roteiro semi-estruturado, as quais foram organizadas em categorias semânticas. Resultados: Aborda a esquizofrenia enquanto geradora de conflito no meio familiar e a cisão social. Constatou-se conflitos sentimentais no núcleo familiar causando sua desestruturação antes do inicio do tratamento. A sociedade, por sua vez, vê a pessoa com esquizofrenia como parte de sua realidade, acolhendo-a no âmbito social, contudo, atribui ao cuidador a responsabilidade de sua vigília, sobrecarregando-o. Conclusão: O cuidador e a sociedade necessitam de apoio profissional para melhor compreenderem a problemática vivenciada, somando esforços com as instituições responsáveis pela recuperação destas pessoas.