Physical activity, leisure and evaluation of health in the perspective of users in hemodialysis

Physical activity, leisure and evaluation of health in the perspective of users in hemodialysis
QR Code

Physical activity, leisure and evaluation of health in the perspective of users in hemodialysis

Objetivo: Caracterizar usuários renais crônicos que hemodializam em uma Unidade Nefrológica de município da região noroeste do Rio Grande do Sul e relacionar atividades físicas e de lazer segundo percepções referentes à avaliação da sua saúde em geral. Metodologia: Pesquisa quantitativa, analítica,...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Francine Ribas Fritsch
Other Authors: Barbara Letícia Dudel Mayer;
Liamara Denise Ubessi;
Rosane Maria Kirchner;
Dulce Aparecida Barbosa;
Eniva Miladi' Fernandes Stumm
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3811
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 7, No 4 (Year 2015).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2015.v7i4.3263-3273
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: Caracterizar usuários renais crônicos que hemodializam em uma Unidade Nefrológica de município da região noroeste do Rio Grande do Sul e relacionar atividades físicas e de lazer segundo percepções referentes à avaliação da sua saúde em geral. Metodologia: Pesquisa quantitativa, analítica, descritiva, transversal, com 77 usuários renais crônicos em programa hemodialitico. Dados coletados de abril a julho/2010, após aprovação do Comitê de Ética, Parecer 02780243000-09. Instrumentos: sociodemográficos, atividades físicas, lazer, avaliação da saúde - KDQOL-SFTM. Análise dos dados com estatística descritiva. Resultados: A maioria são homens, casados, 45,5% idosos, baixa escolaridade, 64,9% pratica atividade física, 61% de lazer, 37,7% necessitam ajuda para atividades cotidianas. No cruzamento das variáveis ‘lazer’ com ‘avaliação da saúde’, dos 61,0% que as realizam, 33,8% avalia saúde como “boa” e 24,7% “regular”. Conclusão: A realização de atividade física e/ou lazer contribui para qualidade de vida, subsídio para qualificação da assistência, prevenção e promoção da saúde.