NURSING AND RECEPTIVENESS: THE IMPORTANCE OF DIALOGICAL INTERACTION IN PRENATAL

NURSING AND RECEPTIVENESS: THE IMPORTANCE OF DIALOGICAL INTERACTION IN PRENATAL
QR Code

NURSING AND RECEPTIVENESS: THE IMPORTANCE OF DIALOGICAL INTERACTION IN PRENATAL

A saúde da mulher vem sendo discutida desde os meados da década de 80, onde a criação do PAISM (Programa de Assistência Integral a Saúde da Mulher) agora reconhecida como uma Política possibilitou os direitos da mulher relacionados à saúde sexual e reprodutiva. A pesquisa tem como objetivos refletir...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Rodrigo Lessa
Other Authors: Antônio Henrique Vasconcellos da Rosa
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/631
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 2, No 3 (Year 2010).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2010.v2i3.%p
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: A saúde da mulher vem sendo discutida desde os meados da década de 80, onde a criação do PAISM (Programa de Assistência Integral a Saúde da Mulher) agora reconhecida como uma Política possibilitou os direitos da mulher relacionados à saúde sexual e reprodutiva. A pesquisa tem como objetivos refletir acerca da qualidade da assistência do enfermeiro durante a consulta de pré-natal, incentivar um claro senso de identidade pessoal e um nível de intensificação na interação pessoal. Este trabalho teve como referencial teórico Madeleine Leininger, sendo realizado através dos sites em bancos de dados indexados do Lilacs, Medline, Bdenf e Ministério da Saúde no período de outubro de 2009 a maio de 2010. Através dos resultados podemos concluir que cada gestante possui suas necessidades humanas básicas para o cuidado de enfermagem, pois a confiança é estabelecida e a pessoa é encorajada a tomar parte ativa do seu próprio cuidado.