BE THE ACCOMPANYING MOTHER OF A PREMATURE CHILD

BE THE ACCOMPANYING MOTHER OF A PREMATURE CHILD
QR Code

BE THE ACCOMPANYING MOTHER OF A PREMATURE CHILD

Objetivo: compreender como as mães percebem sua vivência como acompanhante do filho prematuro na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Métodos: Estudo qualitativo com dados coletados entre março e junho de 2008 em Natal-RN, com a participação de vinte e oito mulheres e as falas maternas foram trata...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Nilba Lima de Souza
Other Authors: Ana Dulce Batista dos Santos;
Sheila Duarte de Mendonça;
Camila Alves Santos
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1871
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 4, No 3 (Year 2012).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2012.v4i3.2722-2729
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: compreender como as mães percebem sua vivência como acompanhante do filho prematuro na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Métodos: Estudo qualitativo com dados coletados entre março e junho de 2008 em Natal-RN, com a participação de vinte e oito mulheres e as falas maternas foram tratadas por meio da análise de conteúdo. Resultados: o tempo de permanência como mãe acompanhante é causador de repercussões negativas para as mães, principalmente devido ao relacionamento com a equipe de saúde no que se refere à ansiedade em busca de informações e pouca valorização as necessidades emocionais maternas. Conclusão: Percebe-se que uma boa comunicação entre os profissionais e as mães favorece o seu desempenho como mãe-acompanhante e torna a sua trajetória hospitalar menos desgastante e com mais aprendizado. Sendo o enfermeiro um agente de transformação para uma prática de cuidar mais humanizado.