GUIDELINES PROVIDED TO MOTHER’S ABOUT FEEDING THEIR CHILDREN: NURSING ACTIVITY

GUIDELINES PROVIDED TO MOTHER’S ABOUT FEEDING THEIR CHILDREN: NURSING ACTIVITY.
QR Code

GUIDELINES PROVIDED TO MOTHER’S ABOUT FEEDING THEIR CHILDREN: NURSING ACTIVITY.

OBJETIVOS: identificar que orientações e que pessoas do convívio social da mãe a orientaram sobre o aleitamento materno, conhecer que pessoas do seu convívio social a orientaram para a introdução de outros alimentos na dieta do seu filho antes dos seis meses de idade e analisar de que forma estas or...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Sandra Teixeira de Araújo Pacheco
Other Authors: Joyce Oliveira de Souza;
Luciana Yuri Miyabe Ooka;
Renata Fontes do Nascimento
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/594
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 2, No 3 (Year 2010).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2010.v2i3.%p
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: OBJETIVOS: identificar que orientações e que pessoas do convívio social da mãe a orientaram sobre o aleitamento materno, conhecer que pessoas do seu convívio social a orientaram para a introdução de outros alimentos na dieta do seu filho antes dos seis meses de idade e analisar de que forma estas orientações influenciaram em sua tomada de decisão. METODOS: estudo qualitativo, realizado em um ambulatório de pediatria de um hospital universitário. Os sujeitos foram doze mães. O instrumento de coleta foi à entrevista semi-estruturada. Para análise dos dados adotou-se a análise de conteúdo de Bardin. RESULTADO: os profissionais de saúde, os familiares e membros da comunidade foram às pessoas que orientaram a mulher-nutriz acerca da alimentação do bebê. CONCLUSÃO: O estudo apontou a necessidade dos profissionais de saúde rever suas condutas frente à mulher que vivencia o processo de amamentar; de incentivar e apoiar não só a mulher-nutriz frente ao processo de amamentação; a busca pelo apoio dos familiares e/ou pessoas significantes a mulher-nutriz para a continuidade da prática do aleitamento materno; a valorização dos aspectos culturais da mulher que está amamentando e a necessidade de se negociar os saberes e crenças da mulher-nutriz da prática da amamentação.