Risk factors for neonatal mortality in the life of first week

Risk factors for neonatal mortality in the life of first week
QR Code

Risk factors for neonatal mortality in the life of first week

Objetivo: Analisar os fatores de risco para a mortalidade neonatal precoce. Método: Estudo analítico com dados secundários, da série histórica de 2003 a 2012, no estado do Rio Grande do Norte (RN). Coletados a partir do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Os dados foram analisados...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Gracimary Alves Teixeira
Other Authors: Francisca Marta de Lima Costa;
Matheus Sousa Mata;
Jovanka Bittencourt Leite Carvalho;
Nilba Lima Sousa;
Richardson Augusto Rosendo Silva
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3943
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 8, No 1 (Year 2016).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2016.v8i1.4036-4046
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: Analisar os fatores de risco para a mortalidade neonatal precoce. Método: Estudo analítico com dados secundários, da série histórica de 2003 a 2012, no estado do Rio Grande do Norte (RN). Coletados a partir do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva, teste do Qui-quadrado de Pearson. Resultados: Destaca-se a razão de prevalência do baixo peso ao nascer com 43,70 e a prematuridade com 41,55. Apresenta como fator protetor escolaridade da mãe de 8 a 11 anos de estudo. Na primeira semana de vida: o baixo peso ao nascer, a prematuridade e pós-termo, mães sem escolaridade, da raça negra, gestação gemelar, gestantes adolescentes e de idade avançada apresentaram-se como fatores de risco para mortalidade infantil no período neonatal precoce. Conclusão: Portanto, requer atenção especial dos serviços de saúde na assistência pré-natal, parto e puerpério.