Elderly health care: the referral and counter-referral system in health services

Elderly health care: the referral and counter-referral system in health services
QR Code

Elderly health care: the referral and counter-referral system in health services

Objetivo: Compreender a atenção à saúde do idoso nas redes assistenciais de um município da Zona Norte do Ceará por meio do Sistema de Referência e Contra-referência, considerando o princípio da integralidade no SUS. Métodos: Avaliação construtivista, responsiva, com abordagem hermenêutica-dialética...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Maria da Conceição Coelho Brito
Other Authors: Cibelly Aliny Siqueira Lima Freitas;
Maria Josefina da Silva;
Izabelle Mont'Alverne Napoleão Albuquerque;
Maria Socorro de Araújo Dias
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2878
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 6, No 3 (Year 2014).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2014.v6i3.1128-1138
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: Compreender a atenção à saúde do idoso nas redes assistenciais de um município da Zona Norte do Ceará por meio do Sistema de Referência e Contra-referência, considerando o princípio da integralidade no SUS. Métodos: Avaliação construtivista, responsiva, com abordagem hermenêutica-dialética, denominada Avaliação de Quarta Geração, realizada com 10 enfermeiros que atuam na gestão de serviços de atenção à saúde de um município da Zona Norte do Ceará, entre os meses de março e maio de 2011. Resultados: Os discursos dos enfermeiros permitiram informações que retratam as fragilidades e deficiências do sistema de referência e contra-referência nos níveis locais de saúde, com o desenvolvimento de práticas assistenciais fragmentadas e desconexas. Conclusão: Torna-se necessário repensar a prática que perpassa as redes assistenciais de saúde, uma vez que o ser idoso carece de ações mais efetivas sobre a sua saúde.