THE CHILD VICTIM OF TRAUMA AND NURSING CARE SYSTEMATIZATION (SAE): A LITERATURE REVIEW

THE CHILD VICTIM OF TRAUMA AND NURSING CARE SYSTEMATIZATION (SAE): A LITERATURE REVIEW
QR Code

THE CHILD VICTIM OF TRAUMA AND NURSING CARE SYSTEMATIZATION (SAE): A LITERATURE REVIEW

Objetivo: Identificar na literatura existente a relação entre os acidentes e traumas mais comuns em crianças, evidenciando os cuidados de enfermagem prestados e correlacionar com a sistematização da assistência de enfermagem. Metodologia: Estudo qualitativo, do tipo revisão bibliográfica, tendo como...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Geilsa Soraia Cavalcanti Valente
Other Authors: Lorena Sabadini da Silva
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1388
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 3, No 2 (Year 2011).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2011.v3i2.1983-1991
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: Identificar na literatura existente a relação entre os acidentes e traumas mais comuns em crianças, evidenciando os cuidados de enfermagem prestados e correlacionar com a sistematização da assistência de enfermagem. Metodologia: Estudo qualitativo, do tipo revisão bibliográfica, tendo como fonte o acervo da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS). Foram selecionados 16 artigos, indexados nas bases de dados, LILACS, BDENF e SCIELO. As categorias após analise foram: 1- Epidemiologia e Identificação de Acidentes e 2- Assistência de enfermagem e prevenção de acidentes. Resultados: A literatura analisada aponta a abrangência e magnitude dos acidentes e traumas em crianças. Tornando-se um sério problema de saúde pública. No tocante a saúde publica, o enfermeiro como educador está apto para realizar programas educacionais que envolvam pais e crianças, abordando a necessidade da prevenção de acidentes. Apenas três estudos analisados enfatizaram a assistência de enfermagem a criança vitima de trauma, estando relacionados à avaliação de conhecimento de cuidados e subjetividade do enfermeiro a essa população. Conclusão: Sugere-se a realização de novos estudos que complementem as lacunas do conhecimento,  a fim de fundamentar ainda mais as ações da enfermagem e contribuir para maior visibilidade no que se relaciona a assistência de enfermagem por parte destes profissionais.