ASSESSEMENT OF FAMILIES OF CHILDREN WITH CONGENITAL HEART DISEASE AND NURSING INTERVENTION

ASSESSEMENT OF FAMILIES OF CHILDREN WITH CONGENITAL HEART DISEASE AND NURSING INTERVENTION
QR Code

ASSESSEMENT OF FAMILIES OF CHILDREN WITH CONGENITAL HEART DISEASE AND NURSING INTERVENTION

RESUMOObjetivos: avaliar como a família é afetada pela descoberta de um caso de cardiopatia congênita em um de seus membros e; discutir a intervenção de enfermagem direcionada à família de criança portadora de cardiopatia congênita. Métodos: estudo descritivo, de abordagem qualitativa, executado atr...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Glaucia da Silva Meireles
Other Authors: Luiz Henrique Chad Pelon;
Renato Dias Barreiro Filho
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/812
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 2, No 3 (Year 2010).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2010.v2i3.%p
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: RESUMOObjetivos: avaliar como a família é afetada pela descoberta de um caso de cardiopatia congênita em um de seus membros e; discutir a intervenção de enfermagem direcionada à família de criança portadora de cardiopatia congênita. Métodos: estudo descritivo, de abordagem qualitativa, executado através de um estudo de caso e utilização do método de análise de conteúdo, adotando como referencial teórico o Modelo Calgary de Avaliação e Intervenção na Família. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e gravadas com 28 familiares de crianças portadoras de cardiopatia congênita e em tratamento ambulatorial pré-cirúrgico, em uma instituição hospitalar especializada em cardiopediatria no município do Rio de Janeiro. Resultados: os dados coletados possibilitaram a criação de tópicos que remetem à existência de uma reconfiguração familiar em uma situação de enfermidade agravada, muitas vezes, pela escassez dos recursos sócio-econômicos, mas que encontra na religião e espiritualidade o suporte necessário. Conclusão: Mais do que direcionar o cuidado à criança enferma, o olhar do enfermeiro deve estar ampliado para as relações familiares que influenciam a capacidade de participação de seus membros no processo terapêutico, incluindo tanto o cuidado físico como o emocional à criança portadora de cardiopatia congênita. Descritores: enfermagem; relações familiares; cuidado da criança; cardiopatias congênitas.