AÇÕES DE ENFERMAGEM NA PREVENÇÃO E CONTROLE DA TUBERCULOSE

AÇÕES DE ENFERMAGEM NA PREVENÇÃO E CONTROLE DA TUBERCULOSE
QR Code

AÇÕES DE ENFERMAGEM NA PREVENÇÃO E CONTROLE DA TUBERCULOSE

INTRODUÇÃO: Trata-se de um projeto desenvolvido na rede básica, no Centro Municipal de Saúde Milton Fontes Magarão, com apoio da UERJ – Faculdade de Enfermagem – Departamento de Saúde Pública, objetivando a participação efetiva da enfermagem na prevenção e controle da tuberculose. OBJETIVOS: Promove...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Nathália Marques dos Santos
Other Authors: Alessandra da Terra Lapa;
Maria do Céu Muzzi
Palabras clave:
Traslated keyword:
;
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1151
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 2, No Suplemento (Year 2010).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2010.v0i0.%p
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: INTRODUÇÃO: Trata-se de um projeto desenvolvido na rede básica, no Centro Municipal de Saúde Milton Fontes Magarão, com apoio da UERJ – Faculdade de Enfermagem – Departamento de Saúde Pública, objetivando a participação efetiva da enfermagem na prevenção e controle da tuberculose. OBJETIVOS: Promover a utilização da metodologia assistencial de enfermagem, contextualizando a tuberculose como problema de saúde pública. Desenvolver ações práticas de pesquisa e de campo que atendam à prevenção, controle e tratamento da tuberculose, valorizando a relação entre educação e saúde. Integrar os procedimentos específicos para atividade no controle da tuberculose como uma proposta do programa do Ministério da Saúde. Contextualizar os indicadores epidemiológicos de importância da tuberculose e suas implicações para a enfermagem. Promover ações de controle e tratamento aos clientes: recém-diagnosticados, em tratamento, faltosos e comunicantes do programa. Atender e cuidar da demanda, enfatizando aos acadêmicos a melhoria da qualidade assistencial da enfermagem desenvolvida no controle da tuberculose nas unidades básicas de saúde. Enfatizar a importância da educação em saúde ocupacional e biossegurança do trabalho no programa de tuberculose. MÉTODOS: Consulta de enfermagem no CMS da XIII RA, feiras de prestação de serviços em escolas da rede pública, aulas, palestras e visitas domiciliares/PSF. Para esses fins, são confecionados posters, folders e álbuns seriados. São também exibidos filmes do Ministério da Saúde. As avaliações periódicas são realizadas por meio de instrumentos criados pelo Coordenador e pelos alunos envolvidos no Projeto. RESULTADOS:  Desenvolve habilidades no cuidado e diagnóstico de pacientes portadores de tuberculose. Avalia os dados epidemiológicos que envolvem a tuberculose. Desenvolve ações voltadas para as práticas preconizadas pelo Ministério da Saúde. Durante o ano de 2009 destacamos: •              225 Casos Novos (matriculados no programa de Tuberculose / Ministério da Saúde). •              324 PPD (Inscrições, inoculações, leituras/ diagnósticos e encaminhamento). •              44 Quimioprofilaxias •              3.472 Consultas (Médicas e de Enfermagem que são divididas em: pré-consultas, pós-consultas, encaminhamentos, agendamentos    •              Aproximadamente 2.890 Salas de Espera (Orientações/ Encaminhamentos)  CONCLUSÃO: O projeto desenvolve atividades que visam aumentar a adesão ao tratamento, bem como a redução significativa nos índices de abandono e/ou de reações adversas ao tratamento preconizado pelo Ministério da Saúde. Contribui para a qualidade de vida dos clientes, assim como na aproximação dos profissionais de saúde e educação, integrando ensino, pesquisa e extensão da UERJ.  BIBLIOGRAFIA: BRASIL. Ministério da Saúde. Manual Técnico para o Controle da Tuberculose: cadernos de atenção básica. 6 ed. Brasília, 2002. BRASIL. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro / Rio Saúde. Rio de Janeiro, 2006. BRASIL. Secretaria de Vigilância em Saúde / Ministério da Saúde. Centro de Referência Professor Hélio Fraga. Rio de Janeiro, 2006. BRASIL. Secretaria do Estado de Saúde do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2006. CMS XIII RA MILTON FONTES MAGARÃO. Rio de Janeiro, 2007. CMS XIII RA MILTON FONTES MAGARÃO. Rio de Janeiro, 2008. CMS XIII RA MILTON FONTES MAGARÃO. Rio de Janeiro, 2009. LIGA CIENTÍFICA DE TUBERCULOSE. Rio de Janeiro, 2008.