Ações de proteção a crianças e adolescentes em situação de violência Actions of protection for children and teenagers in situations of violence

Ações de proteção a crianças e adolescentes em situação de violência Actions of protection for children and teenagers in situations of violence
QR Code

Ações de proteção a crianças e adolescentes em situação de violência Actions of protection for children and teenagers in situations of violence

Objetivo: O estudo objetivou analisar as ações assistenciais de proteção realizadas a crianças e adolescentes em situação de violência. Metodologia: Pesquisa qualitativa, desenvolvida no município de Jequié-Bahia, com 29 profissionais do Conselho Tutelar, do Centro de Referência Especializada de Ass...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Roberta Laíse Gomes Leite Morais
Other Authors: Zenilda Nogueira Sales;
Vanda Palmarella Rodrigues;
Juliana da Silva Oliveira
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/4688
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 8, No 2 (Year 2016).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2016.v8i2.4472-4486
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivo: O estudo objetivou analisar as ações assistenciais de proteção realizadas a crianças e adolescentes em situação de violência. Metodologia: Pesquisa qualitativa, desenvolvida no município de Jequié-Bahia, com 29 profissionais do Conselho Tutelar, do Centro de Referência Especializada de Assistência Social, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e de quatro Unidades de Saúde da Família. Os dados foram coletados em 2012 através de entrevista semiestruturada. A análise de conteúdo temática foi utilizada para tratamento dos dados. Resultados: Os resultados evidenciaram duas categorias: prevenção, onde são realizadas orientações e campanhas educativas e manejo das situações de violência, destacando-se que a notificação dos casos de violência ainda não é priorizada. Conclusão: Apesar de as ações desenvolvidas por cada serviço serem complementares, os profissionais ainda não realizam a articulação em rede. Ressalta-se a necessidade de capacitação dos profissionais dos serviços assistenciais para desenvolverem intervenções mais efetivas e articuladas no enfrentamento da violência.