CONSTRUÇÃO CRITICO-REFLEXIVA DO CONHECIMENTO E DO CORPO DO ALUNO DE TERAPIA OCUPACIONAL – UMA VISÃO SOIOPOETICA

CONSTRUÇÃO CRITICO-REFLEXIVA DO CONHECIMENTO E DO CORPO DO ALUNO DE TERAPIA OCUPACIONAL – UMA VISÃO SOIOPOETICA
QR Code

CONSTRUÇÃO CRITICO-REFLEXIVA DO CONHECIMENTO E DO CORPO DO ALUNO DE TERAPIA OCUPACIONAL – UMA VISÃO SOIOPOETICA

Objetivou-se neste estudo, captar por meio dos alunos do Curso de Terapia Ocupacional do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro como está sendo construído seu processo de formação, visando a constituição de um profissional crítico-reflexivo. Os sujeitos da pesquisa fora...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
Main Author: Angela M.Fernandes da Silva Bittencourt
Other Authors: Rozilea Mara Felipe de Miranda;
Luciene Evangelista Freitas;
Ana Patricia Oliveira Magalhaes
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1197
Resource type: Journal article
Source: Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online; Vol 2, No Suplemento (Year 2010).
DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2010.v0i0.%p
Publisher: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Subjects: Applied Sciences --> Nursing
Abstract: Objetivou-se neste estudo, captar por meio dos alunos do Curso de Terapia Ocupacional do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro como está sendo construído seu processo de formação, visando a constituição de um profissional crítico-reflexivo. Os sujeitos da pesquisa foram alunos do 1º ano do Curso de Terapia Ocupacional, sendo utilizados a metodologia do espaço geomítico pela técnica do desenho. O material empírico foi organizado segundo a sociopoetica, e procedeu-se em seguida à análise temática. Evidenciou-se que os alunos conseguiram elaborar uma analise crítica caracterizado pelo cuidar, educar e o pesquisar.  Ao vivenciarem a realidade concreta, os alunos também convivem com os conflitos que permeiam as relações construídas no cotidiano, questionando o papel do terapeuta ocupacional, refletindo sobre sua postura ética, a fundamentação para a argumentação e a sustentação de sua prática na equipe, e foi por meio do caminho e da estrada que eles concluíram que podem alcançar a sua formação plena.