O consumo agudo de erva mate aumenta o gasto energético de homens jovens saudáveis - um estudo piloto

O consumo agudo de erva mate aumenta o gasto energético de homens jovens saudáveis - um estudo piloto
QR Code

O consumo agudo de erva mate aumenta o gasto energético de homens jovens saudáveis - um estudo piloto

Introdução: A erva mate tem sido estudada como fator anti-obesidade, principalmente devido ao seu efeito termogênico, entretanto, poucos estudos foram realizados em humanos. Objetivo: Verificar o efeito agudo do consumo da erva mate sobre o gasto energético de indivíduos adultos saudáveis. Métodos:...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento
Main Author: Erick Prado de Oliveira
Other Authors: Gabriel Augusto Torezan;
Livia de Souza Gonçalves;
José Eduardo Corrente;
Kátia Cristina Portero McLellan;
Roberto Carlos Burini
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/450
Resource type: Journal article
Source: RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento; Vol 10, No 59 (Year 2016).
Publisher: Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial (by-nc)
Subjects: Sciences --> Biology
Applied Sciences --> Reproductive Biology
Abstract: Introdução: A erva mate tem sido estudada como fator anti-obesidade, principalmente devido ao seu efeito termogênico, entretanto, poucos estudos foram realizados em humanos. Objetivo: Verificar o efeito agudo do consumo da erva mate sobre o gasto energético de indivíduos adultos saudáveis. Métodos: Foram avaliados 9 adultos jovens e saudáveis, do sexo masculino, recrutados voluntariamente a participar do estudo. O estudo foi do tipo cruzado, placebo-controlado e cada indivíduo completou dois experimentos, separados por 7 dias. No primeiro experimento os indivíduos ingeriram placebo (água) e no segundo experimento, erva mate. O placebo foi constituído de 500 ml de água, enquanto que o outro grupo consumiu 5 g de erva mate solúvel, diluídos em 500ml de água. Após 1 hora foi realizado o gasto energético de repouso durante 30 minutos. A avaliação do gasto energético de repouso foi realizada por calorimetria indireta. Resultados: Foi observado que após o consumo do chá mate houve aumento significativo do gasto energético (~125 kcal) (p<0,05). Avaliando individualmente, a maioria dos indivíduos apresentou aumento do gasto energético, entretanto, dois indivíduos apresentaram pouco ou nenhum efeito. Conclusão: O consumo agudo da erva mate aumentou o gasto energético de homens saudáveis. ABSTRACT O consumo agudo de erva mate aumenta o gasto energético de homens jovens saudáveis: um estudo pilotoBackground: Yerba mate has been studied as anti-obesity factor, mainly because of its thermogenic effect, however, few studies were performed in humans. Objective:  We aimed to evaluate the acute effect intake of yerba mate on energy expenditure in healthy adults. Methods: It was evaluated 9 health men and study design was cross-over placebo controlled. In the placebo group the individuals ingested 500 ml of water and in intervention group it was consumed 5 g of soluble yerba mate diluted in 500 ml of water. After one hour, energy expenditure was measured during 30 minutes by indirect calorimetry. Interventions were separated by a washout period of 7 days. Results: After yerba mate intake it was showed higher energy expenditure (~125 kcal) (p<0.05) comparing with water group. Evaluating individually, the majority of individuals increased energy expenditure after yerba mate intake, however two individuals did not show any change. Conclusion: Acute intake of yerba mate increased energy expenditure of health young men.