Efeito da suplementação de β-alanina em diferentes tipos de exercícios

Efeito da suplementação de β-alanina em diferentes tipos de exercícios
QR Code

Efeito da suplementação de β-alanina em diferentes tipos de exercícios

Os achados mais antigos já mostram que a suplementação de β–alanina causa o aumento dos estoques musculares do dipeptídeo carnosina (β-alanil-L-histidina) em até 50%, sendo este um tamponante de pH intramuscular que tem se mostrado bastante eficaz no exercício. Porém os estudos mais recentes já most...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: RBNA - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva
Main Author: Luiz Eduardo Marinho Falcão
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/646
Resource type: Journal article
Source: RBNA - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva; Vol 10, No 57 (Year 2016).
Publisher: Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial (by-nc)
Subjects: Sciences --> Biology
Applied Sciences --> Reproductive Biology
Abstract: Os achados mais antigos já mostram que a suplementação de β–alanina causa o aumento dos estoques musculares do dipeptídeo carnosina (β-alanil-L-histidina) em até 50%, sendo este um tamponante de pH intramuscular que tem se mostrado bastante eficaz no exercício. Porém os estudos mais recentes já mostram que a suplementação crônica de β-alanina se deposita em fibras rápidas (tipo 2) entre 30-100% sobre as fibras lentas (tipo 1) o que favorece o rendimento de exercícios anaeróbicos que se caracterizam por uma alta intensidade e curta duração. Os exercícios mais favorecidos com a β–alanina mostram ser os que predominam a via anaeróbica lática que demandam uma maior liberação de ácido lático, onde o sistema tampão da carnosina parece prolongar o exercício contra íons hidrogênio (H+) da dissociação do ácido lático (AL) que pode provocar acidose muscular, causando dor e levando os indivíduos a fadiga. Diante disso, parece necessário conhecer os estudos clínicos em humanos para verificar a eficácia da β–alanina como recurso ergogênico nutricional. ABSTRACTβ-alanine and its nutritional ergogenic action in the exercise: current evidenceThe oldest findings already show that supplementation of β-alanine causes the increase of muscle carnosine dipeptide stocks (β-alanyl-L-histidine) by 50%, which is an intramuscular pH buffering that has proven quite effective in exercise. But the latest studies have shown that chronic supplementation of β-alanine is deposited in fast fibers (type 2) between 30-100% of the slow fibers (type 1) which favors the performance of anaerobic exercises that are characterized by a high intensity and short duration. The most favored exercises with β-alanine prove to be the predominate lactic anaerobic pathway that demand a greater release of lactic acid, where the buffer system of carnosine seems to prolong exercise against hydrogen ions (H+) from the dissociation of lactic acid (LA) which can cause acidosis muscle, causing pain and fatigue leading individuals. Therefore, it seems necessary to know the clinical studies in humans to verify the effectiveness of β-alanine as a nutritional ergogenic aid.