Avaliação do estado de hidratação e ingestão hídrica em praticantes de triatlo

Avaliação do estado de hidratação e ingestão hídrica em praticantes de triatlo
QR Code

Avaliação do estado de hidratação e ingestão hídrica em praticantes de triatlo

Introdução: O triatlo é um esporte composto por natação, ciclismo e corrida. Por ser um exercício extenuante, há uma grande produção de calor, que deverá ser dissipada para o meio externo, através da evaporação do suor. Consequentemente, é fundamental a adequada reposição de fluidos, a fim de preven...

Full abstract

Saved in:
Journal Title: RBNA - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva
Main Author: Tauane Vechiato
Other Authors: Tatienne Neder Figueira da Costa
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/567
Resource type: Journal article
Source: RBNA - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva; Vol 10, No 57 (Year 2016).
Publisher: Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial (by-nc)
Subjects: Sciences --> Biology
Applied Sciences --> Reproductive Biology
Abstract: Introdução: O triatlo é um esporte composto por natação, ciclismo e corrida. Por ser um exercício extenuante, há uma grande produção de calor, que deverá ser dissipada para o meio externo, através da evaporação do suor. Consequentemente, é fundamental a adequada reposição de fluidos, a fim de prevenir a desidratação. Objetivo: Avaliar o estado de hidratação e ingestão hídrica de triatletas da cidade de Palmas, em uma simulação de prova do tipo short. Materiais e Métodos: Participaram do estudo cinco triatletas, do sexo masculino, treinados regularmente nessa modalidade. Houve a pesagem corporal antes e imediatamente após o exercício e, a partir da diferença encontrada, calculou-se o grau de desidratação e posterior classificação do estado de hidratação. O volume de líquido inicial e final foi contabilizado para avaliação da ingestão hídrica. A taxa de sudorese foi calculada a partir da equação proposta por Horswill (1998) e a percepção de esforço avaliada ao final de cada modalidade, através da Escala de Borg de 6-20 pontos. Resultados e Discussão: Todos os atletas apresentaram uma desidratação mínima. A taxa de sudorese total foi de 2,2±0,8L e a ingestão hídrica de 0,5 ± 0,2 L. A percepção de esforço variou entre ≥11 pontos e ≤18 pontos. Em decorrência da ampla variabilidade interindividual da taxa de sudorese, é desejável que cada atleta realize a reposição hídrica baseada em sua sudorese e não em recomendações pré-estabelecidas por diretrizes. Conclusão: Pôde-se concluir que os atletas não se reidratam adequadamente durante o exercício. ABSTRACT Evaluation of the state of hydration and water intake in practicing the triathlonIntroduction: Triathlon is a sport consisting of swimming, cycling and running. Because it is a strenuous exercise, there is a great heat which must be dissipated to the outside through the evaporation of sweat. Consequently, it is essential to proper replacement fluids in order to prevent desidratração. Objective: To evaluate the hydration status and fluid intake of triathletes the City of Palms, on a test simulation of the short type. Materials and Methods: The study included five triathletes, male, regularly trained in this modality. There was the body weight before and immediately after exercise, and from the difference found, we calculated the degree of dehydration and subsequent classification of hydration status. The initial and final liquid volume was accounted for assessment of water intake. The sweat rate was calculated from the equation proposed by Hoswill (1998) and the perception of effort assessed at the end of each modality by Borg scale of 6-20 points. Results and Discussion: All athletes had a minimum dehydration. The total sweat rate was 2.2 ± 0.8L and water intake of 0.5 ± 0.2 L. The perception of effort varied between ≥11 and ≤18 points points. Due to the large interindividual variability in sweat rate, it is desirable that each athlete perform fluid replacement based on his sweating and not in pre-established guidelines for recommendations. Conclusion: It was concluded that athletes are not adequately rehidratam during exercise.